"Guardo uma menina aqui dentro,
alegre, falante e feliz...
Às vezes, ela vem brincar."
★ Soninha Porto ★

SORRIR FLORINDO PRA VIDA... SEMPRE!

*

*

ACREDITE! FAMILIA É TUDO DE BOM!

ACREDITE! FAMILIA É TUDO DE BOM!

PLANTAR, CUIDAR PARA CRESCER!

PLANTAR, CUIDAR PARA CRESCER!

quinta-feira, dezembro 31

TUDO O QUE HOJE PRECISO REALMENTE SABER, APRENDI NO JARDIM DE INFÂNCIA (Pedro Bial)

Tudo o que hoje preciso realmente saber, sobre como viver, o que fazer e como ser, eu aprendi no jardim de infância.
A sabedoria não se encontrava no topo de um curso de pós-graduação, mas no montinho de areia da escola de todo dia.

Estas são as coisas que aprendi lá:

1. Compartilhe tudo.
2. Jogue dentro das regras.
3. Não bata nos outros.
4. Coloque as coisas de volta onde pegou.
5. Arrume sua bagunça.
6. Não pegue as coisas dos outros.
7. Peça desculpas quando machucar alguém.
8. Lave as mãos antes de comer e agradecer a Deus antes de deitar.
9. Dê descarga. (esse é importante)
10. Biscoitos quentinhos e leite fazem bem para você.
11. Respeite o outro.
12. Leve uma vida equilibrada: aprenda um pouco, pense um pouco...desenhe... pinte... cante... dance... brinque... trabalhe um pouco todos os dias.
13. Tire uma soneca à tarde; (isso é muito bom)
14. Quando sair, cuidado com os carros.
15. Dê a mão e fique junto.
16. Repare nas maravilhas da vida.
17. O peixinho dourado, o hamster, o camundongo branco e até mesmo a sementinha no copinho plástico, todos morrem... nós também .... Pegue qualquer um desses itens, coloque-os em termos mais adultos e sofisticados e aplique-os à sua vida familiar, ao seu trabalho, ao seu governo, ao seu mundo e ai verá como ele é verdadeiro claro e firme....

Pense como o mundo seria melhor se todos nós, no mundo todo, tivéssemos biscoitos e leite todos os dias por volta das três da tarde e pudéssemos nos deitar com um cobertorzinho para uma soneca.
Ou se todos os governos tivessem como regra básica devolver as coisas ao lugar em que elas se encontravam e arrumassem a bagunça ao sair....
Ao sair para o mundo é sempre melhor darmos as mãos e ficarmos juntos.
É necessário abrir os olhos e perceber que as coisas boas estão dentro de nós, onde os sentimentos não precisam de motivos nem os desejos de razão.

O importante é aproveitar o momento.

Fonte: Cantinho Lúdico - Greice Amorim

MAGIA DE ANO NOVO

Descobrindo um reino mágico
que estava bem escondidinho
fui aos pouquinhos explorando
mexendo em todos os ninhos

Flores perfumadas e falantes
bichinhos por demais espertos
fadas amigas praticando o bem
anjos divinos vigiando de perto

Passei todo esse tempo voando alto
com sentimento de coisa gostosa
minhas asinhas não ficavam paradas
procurando magias bem proveitosas

Muitos seres encantados encontrei
iguais a mim querendo feitiçaria
não pensei fui logo me entregando
agora sou do reino que só tem alegria

Faço e conheço todos os feitiços
uso varinha mágica para encantar
estou renovando tudo que é bom
desejando sempre com você estar

Quero sempre renovação em sua vida
Contribuir para tudo ser bem natural
Não importando como os anos passem
farei magia com muita fé aqui no Portal

SoninhaBB

DESABAFO DE CATARINA (uma menina)

Que mania o adulto tem
De complicar a vida da gente
Num pequeno espaço de tempo
Vai do contente ao descontente.

Gut,gut, ela é linda!
É minha pequena menina!
Xi!! Foi xixi na cama!
Que vergonha, grande Catarina!

Minha mãe nunca me entende
É mais enrolada que um novelo,
Se faço muitas perguntas,
Diz logo que falo pelos cotovelos.

Um dia lhe perguntei
Se cotovelo fala ou não;
Caiu na gargalhada!
Esquecendo que foi ela
Que causou a confusão.

Engraçado é quando diz:
“estude para ser alguém na vida”
Algo, no mínimo estranho,
Faz-me pensar que não fui bem vinda.

Estranho mesmo é ouvir,
O que quero ser quando crescer
Fico logo imaginando:
“o que será de mim como outro ser!”

Dormir na casa de um amigo
Só quando for dona do meu nariz!
Meu deus! Que complicação!
Como posso ser feliz?

Num momento sou pequena,
N’outro sou grande por demais,
Falar pelos cotovelos
Descobri que não sou capaz.

Com esse papo de ser alguém
Descubro que não sou ninguém
Transformarei-me em outro ser,
Ou...sei lá, alguma coisa do além.

Até o nariz que pensei que fosse meu
Estou vendo a hora de perder
Já não suporto mais esses adultos!
Ufa!! Que complicado a tarefa de crescer!

Renilda munduruk

BRINCAR DE BRINCADEIRA

Ah, como era bom ser criança!

Brincar de pega- pega
Fingir que é cabra cega,
E entrar no jogo da velha!

Correr de esconde- esconde,
Brincar de corre cutia,
Virar estátua!
E Viver a fantasia!

Não existe coisa mais legal,
Ganhar do vovô no jogo do pião!
Ser craque no jogo;
Fazer o danado girar na mão!

Brincar de brincadeira não exige muito;
Um papel vira uma pipa ou um barco pra passear;
É só esperar o vento ou a chuva
E começar a brincar!

Duro ou mole e pula corda;
Jogo da forca, queimada ou balão;
Não importa a brincadeira
Vale a diversão !

Já brinquei de casamento oculto;
Aposto que já ouviu falar;
É do tempo da vovó,
Foi ela que me ensinou brincar!

Pulei amarelinha e joguei bola de gude;
Passei anel e cantei ciranda;
Fiz a dança das cadeiras
E ouvi histórias na varanda!

Ah, como era bom ser criança!

Ter uma infância brincada
Nada mais gostoso de lembrar!
Sinto pela infância de hoje
Que passa o tempo sem brincar!

Brincar de brincadeira,
Correr descalça, brincar na terra;
Tomar banho de rio
Sem perceber que o dia se encerra!

Ah, como era bom ser criança!
Que saudade de brincar!
Sinto pela infância informatizada,
A geração do sofá!

Renilda munduruk

segunda-feira, dezembro 14

MAGIAS DE NATAL


Fadinhas agitadas se encontram
dando a notícia fazendo alarde
o Natal está chegando no reino
precisam fazer magias com vontade

Reunir todo o mundo encantado
pois querem uma noite sem igual
humanidade está carente de valores
rápido é preciso alertar o Portal

Distribuir pozinhos de bondade
tirando das estrelas do amor
buscar as lindas pombas brancas
para mandar paz com muito fervor

Pedir gentilmente da mãe natureza
todo verde que puder utilizar
não se pode acabar com a tristeza
se não espalhar esperança pelo ar

Precisam de muitas ondas de calor
para acabar com a frieza reinante
somente o astro-rei pode ajudar
mantendo a temperatura constante

Finalmente fazer convite a coruja
para colaborar com a inteligência
quem sabe se misturando direitinho
fraternidade surgirá na convivência

SoninhaBB

domingo, dezembro 13

Hohoho

Ao som do hohoho
Chega aquele senhor
De veste estranha
E um pouco gordo
Logo domina o show
E com um tom superior
Começa a campanha
De um Natal alegria



márcia fernanda peçanha martins

quinta-feira, novembro 26

NO REINO DA RATOLÂNDIA


http://www.scrap.mixplanet.com.br/




A Rata Fifi era a rainha do seu reino.
Ela mandava e desmandava e ai de que algum ratinho ou ratinha desobedecesse,  ela atirava numa toca tão profunda, que ninguém nunca mais ouvia falar deles.
Ela comandava uma tropa de ratos maus,  que viviam perseguindo os pobres ratinhos, se estes achavam um queijinho perfumado, era para a rata Fifi, a rainha, eles que comessem os velhos e secos.
Pra rata Fifi não interessava, ela queria ter seu queijo na mesa, seus título de rainha e não importava se no Reino na Ratolândia eles eram felizes ou não, ela tinha que mandar e ser obedecida. Que ratinha malvada!
Vocês podem imaginar como eram os ratinhos?
Infelizes, magros e tristes.  
Até que um dia nasceu a ratinha Filó, era filha do rato mais ilustrado do reino, o seu Quiqui e da Dona Ceci. Ela tinha uma bolinha diferente no nariz, que acendia e apagava. Os pais estranharam,  ela pareceu apenas mais uma bebezinha,  como todas as outras, mas à medida que ia crescendo e fuçando as tocas do reino, tudo à volta se transformava, os jardins ficavam mais verdes e coloridos, os queijos mais cheirosos e novos, tudo brilhava à volta.
Os pais diziam:
- Como é possível?! Que dom é este, que nunca ouvimos falar?
De onde apareceu tanta cor e luz? 
Os moradores do Reino da Ratolândia logo perceberam o dom da ratinha Filó, ela o que tocava com seu narizinho brilhante transformava-se,  a secura e a escuridão em beleza e luz e passaram a adorá-la. A notícia se espalhou e vocês podem imaginar como ficou a Rainha?
- Como pode uma ratinha inferior ser adorada por todos? Berrou enfurecida.
Ela era a rainha e tinham que se ajoelhar e lhe adorar e não uma fedelha, mal saída das fraldas.
Todo o reino com medo da maldadade da rainha, resolveu proteger a ratinha Filó e seus pais, que já temiam por suas vidas. Eles queriam fugir, choravam pois teriam que deixar tudo o que conseguiram para trás.
Mas o engraçado é que além de iluminar tudo à sua volta, a Filó também provocou um sentimento tão grande de solidariedade entre os ratos, que estes resolveram se unir para derrubar a rainha, pois perceberam como suas vidas tinham mudado desde que aquela pequenina ratinha nasceu. Eram mais alegres e mais corajosos.
E foi isso que aconteceu. 
Eles se armaram. Sabem com o que?
Os ratos do reino, durante a noite, bem disfarçados, visitaram a família de Filó, esta toda sorridente acendia e apagava a bolinha de seu nariz. E de todas as patinhas jorraram luz.
Foi assim que eles botaram a correr os saldados maus da rainha, que fugiram para outras terras, achando que os ratos do reino estavam possuídos.
No reino sem soldados ficou fácil tirar a rainha do seu trono e a jogaram numa toca tão funda que nunca mais ninguém ouvir falar dela.
Fizeram eleições no reino.
Seu Quiqui e Dona Ceci foram eleitos, por serem pessoas justas e boas, e por terem Filó que lhes dava luz e sabedoria com seu narizinho brilhante.
O Reino da Ratolândia era agora feito de ratos felizes, alimentados e alegres.
Vocês querem saber da Fifi?
Nem se lembram mais da rata malvada, que agora só come  queijos velhos e secos que lhe davam.


Soninha Porto

terça-feira, novembro 24

A CARTA (*)


Quem nunca pensou
em escrever para o Noel
pedindo todo o impossível?
Um filme que não passou,
uma cuca recheada de mel,
e aquela receita infálivel.
Como o velhinho demora,
é melhor encurtar a lista.
Supérfluos ficam de fora,
as coisas boas à vista.
Se sobrar um tempinho,
Noel dá uma esticadinha
e leva para o menininho,
sem teto, comida e escola,
um pouquinho de carinho.

(*) Márcia Fernanda Peçanha Martins

sexta-feira, novembro 20

O GRILO FALANTE

Um pequeno e simpático grilo falante
resolveu suas dúvidas esclarecer
depois de andar pelo Portal observando
na casa da fada Arco-Íris foi bater

Surgiu meio que desconfiado
querendo saber de alguns segredos
tomou licores perguntou bastante
aboletou-se embaixo do arvoredo

Contou sua origem com a Fada Azul
falou da sua missão muito importante
revelou detalhes do amigo Pinóquio
ela percebeu como êle era marcante

É bem verdade que deram risadas
danadinho era sábio e muito engraçado
andava colado com o seu guarda-chuva
sua cartola dava um toque sofisticado

Fada Arco-Íris ficou muito perturbada
quando soube que por alí pretendia morar
pensou na vidinha com tanta falação
sem dúvidas o Portal êle iria agitar

Imaginou as borboletas voando zonzas
fadinhas fugindo não querendo mais ouvir
pensou no violão que trazia e nas serenatas
Sem perceber ela começou a sorrir

SoninhaBB

terça-feira, novembro 17

A MAIOR DAS SAUDADES

A maior das saudades

É a saudade de mãe

Saudade do bebezinho chorão
Saudade dos primeiros passos
Do abraço na porta da escola
Que apertava meu coração

É saudade danada do que já cresceu
Que não vê mais a segurança do colo
Não carece, não quer proteção
Do ninho de onde nasceu

É saudade de mãe
Que erra querendo acertar
Bajula na hora da bronca
Bronqueia quando tem que afagar

A maior das saudades

E quando se constrói a ausência
Sem ponte, sem parapeito.
Se juntos, parecem distantes.
Distantes, um abismo de medos

A maior das saudades

É a saudade de cada um

Uns, a dor da perda maior.
Outro, do que não conheceu.
Pra mãe, do filho esperado,
O amor que não recebeu

A maior das saudades?
É a minha saudade de mãe.


Nádia de Souza



A CASA DOS LATIDOS (*)


Um late alto
E corre desesperado
Pelos cantos da casa
Em sobressalto
O outro azucrinado
Uiva com toda a força
Logo, a sinfonia
Perturba a vizinhança
Que acorda mal humorada
É o fim da folia
Acabou-se a festança
No reino dos cachorros
A menina que é dona
dos dois lindos cãezinhos
manda calar os ruídos
A voz choramingona
Avisa para os maninhos
Que é hora de dormir
Sossega os animais
E a paz volta a reinar
Na casa de Fefe e Fofs

(*) Márcia Fernanda Peçanha Martins

domingo, novembro 15

INTERROGATÓRIO A UMA FADA

Soninha BB
que fada é você?

Não fique zangada
por eu ter perguntado,
é que não entendo nada
do mundo encantado.

Quais são seus poderes,
você pode me falar?
E o que acontece com os seres
com os quais vai se relacionar?

Sua magia é limitada
ou ela é infinita?
responda e mate, cara fada,
a minha curiosidade maldita.

De que se alimenta?
Como é o seu mundo então?
será que você aguenta
tanta interrogação?

Soninha BB
que fada é você?
E sendo fada, fada de quê?

Fada Soninha responda agora
e, por gentileza, responda sem medo
senão não a deixarei ir embora
assim tão cedo.

(Filho da Poetisa)


- SOU FONTE DE LUZ

Sou um espírito da natureza
faço parte dos elementais do ar
existo para iluminar os caminhos
sou encantada faço você sonhar

Meus poderes são preciosos
a proteção é o mais importante
mas precisa somente acreditar
para que eu possa viver triunfante

Minhas magias não têm limites
obedecendo sempre a natureza
sigo a brisa que ela me oferece
luto para acabar com a incerteza

Estou pelos cantos pelos ares
voando por aí levando a esperança
é muito facil me encontrar
descanso no olhar de uma criança

Sou a pequena Fada Arco-Íris
um fragmento escondido em você
está dando o alimento que preciso
deu o primeiro passo para renascer

Deixei aqui um presentinho
guarde fundo no seu coração
uma semente colorida de fé
faça com a infância a comunhão

Encontrará o seu mundo encantado
guardado por um guri cheio de fantasias
trará lembranças que farão você sorrir
nunca mais ficará sem alegrias

(SoninhaBB)

ANIVERSÁRIO DOS SONHOS

Floresta ficou alvoraçada
desejo forte espalhou pelo ar
até o vento soprou mais forte
para o Portal homenagear

Aniversário encantado é assim
todos querem dele participar
vira sempre uma grande festa
para manter a ilusão no ar

Embora todo dia seja mágico
cobertinho de muita fantasia
é muito bom juntar tudo
criar uma explosão de alegria

Fadinhas agitam os enfeites
para agradar aos convidados
carregam muita luz e felicidade
respeito à criança aqui é sagrado

Comunidade unida para feitiços
músicas e danças são ensaiadas
brincadeira não tem hora para acabar
É amor para as pessoas encantadas

SoninhaBB

segunda-feira, outubro 12

12 DE OUTUBRO


Hoje 12 de outubro, comemoramos o Dia da Criança, o Dia da Leitura e o Dia de Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil.
Que a leitura seja guia para que as nossas crianças possam crescer em conhecimento, cultura, respeito e honestidade.
Que ela seja o veículo que as conduzirá pelas veredas do bem, para que no futuro possam ser jovens afortunadas, bem alimentadas e saudáveis, em condições de dirigir com responsabilidade os destinos do nosso País.
Que Nossa Senhora Aparecida nos abençoe e também aos nossos pequeninos, protegendo-os de todos os perigos e tentações. Iluminando seus caminhos, dando-lhes mesas fartas e vestimentas decentes, para que o Brasil seja o País do Presente, pois o futuro chegou.

Maria Goreti Rocha
Vila Velha/ES




CRIANÇA QUE BRINCA E LÊ NO REINO DAS FADAS

Brinca criança com lindas tranças
No sonho feliz da infância querida.
Corre cheia de esperança.
Pinta a natureza descobre as cores da vida.

Brincar com espontaneidade
Na descoberta novas aventuras;
Pula e corre entre flores, belas atividades.
Dá asa para a criatividade com candura.

Na simplicidade que se acentua
Eterna criança perpetua.
Aquele sorriso brejeiro.
Na arte de ser verdadeiro.

Brinca com o arco-íris
Desenha e escreve com giz.
Coloca purpurina no sol e na lua
Olha as formiguinhas com a lupa.

Pega cigarras que cantam no verão
Soltam pipas em qualquer estação.
Fazem rodas de leituras encantadas.
Histórias e contos no reino das fadas.

Hortência Lopes

FELIZ DIA DA CRIANÇA!

INFÂNCIA

Sou pequeno
e penso em coisas grandes:
pomares e mais pomares,
jardins de flores e flores
e pelas montanhas e vales
erva verdinha e bosques,
com milhões de árvores
e asas de passarinhos.

Rios e mares de peixes
aquários largos e livres
ar dos campos e praias,
a manhã trazendo o dia
com o sol da esperança
e a noite de sonhos lindos,
nuvens calmas, lua e astros,
minhas mãos pegando estrelas
neste céu de doce infância.

E pelas estradas claras
meu cavalinho veloz
no galopar mais feliz:
eu e ele sorrindo,
levando o nosso cristal
para os meninos do mundo.

(Clonice Rainho )

sexta-feira, outubro 2

TREM DA FANTASIA

O trem está chegando
vai parar na estação
quem quiser viver na alegria
pode escolher qualquer vagão

Seu destino é a fantasia
passageiros tomem o seu lugar
êle está bem dentro do horário
veja bem não vá se atrasar

Vai correr nos trilhos da poesia
todo o caminho é enfeitiçado
vai fazer você sonhar na magia
mesmo estando acordado

Não precisa trazer bagagem
carregue o que tem no coração
o passe para a alegria é livre
solte a criança viva essa ilusão

SoninhaBB

domingo, setembro 27

O IMPORTANTE É SONHAR!

Ah! Sonhar é muito bom
voamos livres pelos mundos
fantasiando e criando historinhas
e tudo acontece num segundo

É tão lindo sonhar
com olhinhos bem abertos
ver toda a magia do sonho
aprendendo a ser esperto

No mundo da criança
tem muito jardim encantado
dá pra ver o sorriso das estrelas
todo o céu é enfeitiçado

As Terras podem ser do Nunca
ou a linda Portal dos Sonhos
importante é fazer magia
manter o infantil risonho

Tudo pode acontecer
a magia nunca vai embora
basta você acreditar
para sonhar não tem hora

SoninhaBB

sábado, setembro 19

GAROTO MAROTO

Esse menino encantado
que não para de crescer
deixa-me numa saudade ardida
gosto dele pra valer

Anda meio sumidinho
acho que olha novos horizontes
as coisas se modificam
quando mudamos a fonte

Deve estar bem maroto
percebendo olhar diferente
crescer com magia é assim
tudo muda simplesmente

O encanto acompanha
toda essa transformação
não precisa ficar bem pertinho
se o carregamos no coração

SoninhaBB
(Dedicado ao menino encantado, João Victor Goulart Gonçalves)

terça-feira, setembro 15

RELAXAR


O melhor do campo

É ver o verde

É sentar a sombra

Da velha árvore

Sentir o perfume da terra

E relaxar tomando chimarrão


João Victor Álvares da Cunha Unikowski
8 anos

segunda-feira, setembro 14

Bicicleta



Bicicleta

Bicicleta amarela
roda a magrela
pela viela
Pinoteando faceira
Levando no banco
O menino travesso
A menina sapeca
Serpenteia a calçada
Fazendo curvas certeiras
Levantando poeira
Provocando as fofoqueiras
Derruba o carteiro
Assustando o cachorro
Lá vai ela rodando ,rodando
Pela rua inteira.

Violetta

domingo, setembro 13

JUÍZO

Palavrinha curta mas muito séria
que pesa demais nas nossas ações
por isso tenho saudade de ser criança
vivia sem conhecer as complicações

Mandavam sempre tomar o tal juízo
que eu achava que era um remédio
adulto às vezes não explica muito bem
deixando a criança mergulhada no mistério

Dá a impressão de se viver amarrada
não dando pra fazer o que se quer
sabendo não rezava pra crescer rapido
segurava a meninice no salve quem puder

SoninhaBB

Fada Arco-Íris


PREOCUPAÇÃO DE FADA

Passeando pelos arvoredos
senti o ar bem carregado
energias boas não estão vibrando
alguma coisa tá dando errado

As ramas não estão verdinhas
o companheiro vento emudeceu
procurei pelos sinais do viço
que nas folhas se perdeu

O céu não está tão brilhante
não vejo casais apaixonados
saquinhos de pedidos pra Lua
estão vazios e abandonados

Não vejo pegadas na areia
nenhum coração nela marcado
só existe um velho castelo
nem as ondas fazem o seu trabalho

É preciso contagiar essa gente
fazer magias para o sonho voltar
mostrar que nem tudo está perdido
assim tudo voltará ao seu lugar
SoninhaBB

LIVRO INFANTIL


Livro infantil é uma delícia
vem recheado com muito sabor
assim como uma gostosa torta
com cobertura de muito amor

Cheio de fantasias bem coloridas
seres fantásticos para conhecer
sempre carregado de aventuras
torna leitura um grande prazer

Alguns são bastante enganadores
com jeito de história insossa
parecendo mais como a pipoca
provando fica-se gananciosa

Outros já fazem conquista fácil
assim como olhares bem levianos
lembram barrinhas de chocolate
sendo devoradas por vários anos

É fundamental na nossa vida
negando a importância da idade
traz prazer vivendo ilusões
São pedacinhos de felicidade

SoninhaBB

domingo, agosto 30

Criança Cidadã





Criança Cidadã.



Escute o que vou falar.

Sou dessa terra, sou juvenil, sou nascida e criada no Brasil.

Ainda sou criança, e minha barriga dói, mas não é de fome ou de comida, é fome de educação, cultura, lazer e cidadania.

Sou a esperança, o futuro de minha nação.

Só quero que alguém escute o meu desabafo...

Sei que não é do seu gosto, mas também não é

desgosto, só tente me ouvir.

Já que somos os futuros cidadãos, quem é que

vai moldar nossos destinos?

Se só tenho o dom de sonhar, mas não tenho o

poder de realizar.

Queria viajar sobre as letras de Machado de Assis

e Drummond.
E nas asas de Santos Dumont, o mundo fascinar.


Nós, crianças, temos tantos dons, mas tudo que

precisamos é ser incentivadas e respeitadas e

deixar de ser excluídas.

Educar uma criança é salvar uma nação, com

lápis e caderno nas mãos.

É assim que se faz um país, com jovens cidadãos.



Sarah Janaína Leibovitch.(10 anos)

É Fantástico

É FANTÁSTICO




Ser criança é fantástico!

A fantasia é natural

Mundo feito de mel

Não há singular

Tudo é no plural!



De algodão doce é o céu

Azul, amarelo e rosa

Além de ser de todas as cores

À noite sonham

Que são de todos os sabores!



Brincar, fantasiar e dançar

Mundo colorido, lindo!

Querem a todos abraçar

Mente infantil

Aos seus olhos,

O mundo está ”Sempre Florindo”.



Cida Fátima

Sorvete





Sorvete


Sorvete é uma beleza...

Bolas de todas as cores...



Quero mais...

Quero mais...



Quero todos os sabores...

Geladinho...

Gostosinho...



Quero mais...

Quero mais...



Agora um Milk Sheke!

Sim... Sim... Sim...

Bate...

Bate...

Bate...

Saindo Milk Sheke, no capricho...

Todinho só pra mim!



Xiiiiiiii, que guloso eu sou!

Deliciaaaaaaaaaaaa...

Minha boca congelouuuuuu!



João Victor (6 anos)

Ciranda das Letras

Na ciranda das letras


Aprendi a brincar

Pegando uma caneta

Comecei a rabiscar



Viajei por um mundo

Que ainda não conhecia

Onde em um segundo

Fui tudo o que queria



Fiz da escrita minha vida

Das rimas brinquedo

Das estrofes meus sonhos

Dos versos segredo



E é com risos e alegrias

Que brincadeira se torna

E ao fim do dia

Em poesia se transforma.



Valtair Júnior

08/05/09

Natureza


NATUREZA



Palavra é preservação

Temos dever de cuidar!

Ponha amor no coração,

Comece já a preservar!

A Natureza agradece

Por sua preocupação!

Ato tão nobre engrandece

Diga SIM, preservação!

Temos dever de cuidar

Dessa imensa Natureza

E podermos saborear

Os frutos dessa riqueza!


JUSSÁRA C GODINHO

FAIRPLAY


Há momentos tão gostosos

Que não canso de lembrar

Curto cada pedacinho

Como se fosse recomeçar
Aperto botões dou pause

Castigo no replay

Caio direto no slowmotion

Para melhorar meu fairplay
Abuso com muita vontade

Esticar para me fazer feliz

Pois cada minuto relembrado

Fico melhor como aprendiz
Acredito que agindo assim

Aprimoro minha humanidade

Valorizo as pequenas coisas

Fico distante da banalidade


SONINHABB

Tema e Lanche





Tema e lanche








Clarabela não quer massa,

nem mesmo sanduiche de mortadela,

e rejeita bolo com uva passa.

A menina, esperta e tagarela

deseja comer bolacha de rodela

com recheio de chocolate.

Mas que azar!

Seu cachorro vira-lata late

e desperta sua mãe do sono.

As duas deixam de sonhar.

Garota, apaga o olhar tristonho

e corre para a rua prá brincar.

Depois de fazer o tema

arrume de vez um esquema

e faça o cardápio mudar.

Só nunca se esqueça,

enfie na sua cabeça,

comida tem hora certa,

não faça malcriação

lanche não pode não!





márcia fernanda peçanha martins